Portal PCOPortal PCO


Novamente sobre feijões…

Pessoal, 

No dia 01/08/2008 coloquei um post alertando para que vocês tenham sempre muito cuidado antes de acreditar em qualquer bobagem que circula pela internet. (http://xo-praga.blogspot.com/2008/08/no-acredite-em-tudo-que-ouvir-feijes.html

Eu tinha escrito isso por causa de uma recomendação que uma profissional conceituada havia feito, de utilizar feijões crus como raticidas, porque eles não seriam tóxicos aos seres humanos e outros animais que não os ratos (afinal, nós comemos feijão quase todos os dias e muitas vezes damos as sobras para nossos bichos de estimação). 

Pois o assunto repercutiu tanto, que além de chegar a mim para que eu escrevesse no blog, chegou também aos ouvidos (ou olhos) de outro profissional e pesquisador bastante conceituado, que deu um jeito de esclarecer tudo. 

Em resumo, ele diz que existem algumas toxinas (na verdade proteínas danosas) são encontradas no feijão cru que atacam mamíferos monogástricos (que só têm um estômago, excluindo, por exemplo, os bovinos, mas incluindo neste grupo os humanos, caninos, felinos, roedores e uma série de outros). Depois de cozidos os feijões, estas proteínas são destruídas, por isto podemos comer feijão cozido sem sofrer nenhum problema fatal. 

Ele também alerta para o fato de que por estas razões, seria extremamente perigoso utilizar os feijões crus, pelo risco de serem ingeridos por alguma criança, o que poderia, dependendo da quantidade, levá-la à morte. 

Outra colocação interessante do pesquisador é que os ratos, por um instinto natural de proteção, não gostam de feijão cru… Isso dificulta um pouco o controle usando esta isca, já que no caso de iscas, a atratividade tem extrema importância. 

Caso você queira verificar na íntegra o que este pesquisador escreveu, segue o link abaixo:

http://www.pragas.com.br/noticias/dstq_main.php

 Um grande abraço a todos, bons negócios e até a próxima semana!

Postado em: 19.09.2008 às 14:31 por Fabiano Ahlert
Categorias: Sem categoria.
Tags: , , .
Assine os feeds do comentário. Você pode deixar uma resposta, ou efetue trackback do seu próprio website.

Deixar uma resposta